10 de julho: Coimbra lança projeto de cooperação entre Portugal e Espanha sobre o legado das Invasões francesas

   

 

  • Projeto está cofinanciado pelo Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional (FEDER) através do POCTEP.
  • Pretende converter o património da época das invasões francesas num produto turístico capaz de criar riqueza e emprego em regiões ameaçadas pelo despovoamento e pelo envelhecimento.
  • Um projeto transfronteiriço com um investimento total de 711 mil euros e um apoio FEDER de 533 mil euros.

 

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM Região de Coimbra), em parceria com o Município de Mealhada, vai apresentar publicamente o projeto NAPOCTEP, no próximo dia 10 de julho, pelas 11h30, no Museu Militar do Bussaco.

 

 

A conferência de imprensa contará com um conjunto de autoridades e representantes culturais de Portugal e Espanha, entre eles o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, o diretor do Museu Militar do Bussaco, Luís Albuquerque, o presidente da CIM Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino, o diretor de Turismo da Junta de Castilla y León, Javier Ramírez e o presidente da Entidade Regional Turismo do Centro, Pedro Machado. 

No dia anterior à conferência de imprensa, 9 de julho, os participantes farão uma visita técnica e realizarão reuniões de trabalho.

 

 

Rota Cultural Europeia

 

O projeto NAPOCTEP foi recentemente aprovado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal Interreg POCTEP e visa desenvolver um produto turístico diferenciado e sustentável baseado na rica herança cultural relacionada com as Invasões Francesas. Pretende valorizar o património cultural da época Napoleónica, através de rotas que estão numa área que abarca a Região Centro de Portugal e as províncias castelhano-leonesas de Espanha, gerando um produto turístico inovador, atrativo e gerador de atividade económica e emprego.

O projeto terá uma duração prevista de dois anos, com um investimento total de 711 mil euros e um apoio FEDER que ascende a cerca de 533 mil euros. A CIM Região de Coimbra será a líder do projeto que conta com a participação de parceiros portugueses (Entidade Regional de Turismo do Centro, CIM Beiras e Serra da Estrela e Associação para o Desenvolvimento Turístico e Patrimonial das Linhas de Torres Vedras) e espanhóis (Fundación Siglo para el Turismo y las Artes de Castilla y León, Fundación Santa María la Real del Patrimonio Histórico, Sociedad Mercantil Estatal para la Gestión de la Innovación y las Tecnologías Turísticas SEGITTUR e Fundación Finnova).

O objetivo é criar uma série de rotas napoleónicas numa área que inclui a região Centro de Portugal (Beiras e Serra da Estela) e as províncias castelhano-leonesas do Oeste (Salamanca, Zamora, Valladolid, León e Ávila). Convém salientar que em 2015 o Conselho da Europa aprovou a designação das rotas napoleônicas na Europa como Rota Cultural Europeia (como o Caminho de Santiago ou a rota Carlos V), o que é uma grande oportunidade para a área, uma vez que lhe dá uma marca de prestígio internacional e a conecta com outras rotas europeias.

 

 

 

 

 

Os projetos | o programa

 

 

 

 

Tutoriais / formação

Boletim Informativo

Seleccione abajo para suscribirse

Redes temáticas

Ideias de projetos / procura de parceiros

Contactos POCTEP

Contactos  2014-2020 | Contactos 2007-2013

  • programa@poctep.eu
  • (+34) 924 20 59 58
  • C/ Luís Álvarez Lencero 3, Planta 3ª, Of. 13, 06011 BADAJOZ (Espanha)