URBAN AIR: bicicletas solares para a mobilidade das cidades universitárias

 

  • Espanha e Portugal são os dois países europeus com maior recurso solar e este projeto quer aproveitá-lo, pra começar, em Valladolid e Covilhã.

  • O projeto URBAN AIR está co-financiado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional FEDER através do POCTEP.

 

O projeto URBAN AIR começa este mês, com o objetivo de promover a mobilidade sustentável no ambiente urbano, com foco especial nas cidades universitárias. O veículo escolhido é a bicicleta elétrica recarregada com energia fotovoltaica. Para isso, a cidade espanhola de Valladolid e a cidade portuguesa da Covilhã foram escolhidas.
 
Espanha e Portugal são os países europeus com maior recurso solar, e por um pico de potência fotovoltaica instalada de 1 kW, é possível produzir cerca de 1.360 kWh e 1.650 kWh anualmente no norte e no sul, respectivamente. A Covilhã está localizada no centro de Portugal, pelo que a energia disponível seria entre estes dois limites, o que é interessante para a produção de energia fotovoltaica.
 

Empréstimo de bicicletas

A primeira é a concepção de um plano piloto de mobilidade sustentável baseado num sistema de empréstimo de  bicicletas para toda a comunidade universitária da Universidade de Valladolid. Este sistema permitirá deixar bicicletas em qualquer ponto dentro de uma área georreferenciada.

Para isso, as bicicletas serão equipadas com um dispositivo de geo-posicionamento a bordo com funcionalidades anti-roubo integradas. Os usuários poderão localizar as bicicletas por meio de um aplicativo instalado em seu smartphone que também permitirá desbloqueá-las para uso e saber a disponibilidade de bicicletas na área definida.

 

Este sistema de empréstimo começará com 50 bicicletas elétricas, que serão recarregadas por uma estrutura de geração de energia fotovoltaica com gerenciamento inteligente de carga. Os usuários gerenciarão o empréstimo por meio do smartphone, que, por sua vez, enviará dados de cobrança, economia de emissões, impacto ambiental etc.

Um sistema será desenvolvido para capturar e analisar informações relacionadas ao uso dos diferentes métodos de transporte em geral e as bicicletas que são objeto do projeto de mobilidade sustentável em particular.

 

Impacto real

Por meio deste estudo, será possível estimar a economia de emissões que o uso do comportamento sustentável pode ter tanto em nível usuário, e também no nível do grupo de usuários que desejam participar.

Para verificar o real impacto do uso desses veículos, será instalada uma rede de sensores inteligentes, desenvolvida pelo CARTIF, que terá a função de coletar todos os dados de medição de contaminação e associá-los à posição a ser analisada e tomar as medidas cabíveis. O uso de sensores móveis permitirá ter um registro desses valores de maneira espacial, por meio de sensores GPS.

Esses dados serão integrados em um repositório OpenData que servirá, juntamente com outros indicadores, para monitorar a cidade e oferecer soluções para problemas de poluição do ar.

El consorcio de este proyecto transfronterizo lo forman la Universidad de Valladolid, CARTIF, GMV, el Ente Regional de la Energía de Castilla y León (EREN), la Agência Regional de Energia e Ambiente do Centro, laUniversidade da Beira Interior (UBI) y ENFORCE - Engenharia da Energia, S.A.

Boletim Informativo

Seleccione el boletín o boletines a los que desea suscribirse.

Bolsa de Projetos

Registo de propostas de projeto

Pesquisa de propostas de projeto, por áreas de cooperação, temáticas e tipos de apoio solicitado.

Contatos POCTEP

Diretório de Contatos POCTEP 2007-2013
Diretório de Contatos POCTEP 2014-2020

  • stc@poctep.eu
  • (+34) 924 20 59 58
  • (+34) 924 22 28 16
  • C/ Luís Álvarez Lencero 3, Planta 3ª, Of. 13, 06011 BADAJOZ (Espanha)