NORTE

1. PRIORIDADES ESTRATÉGICAS GALICIA/NORTE DE PORTUGAL
No caso da Galiza Norte de Portugal os âmbitos estratégicos para os próximos anos são:
- Cooperação no âmbito do mar
- Internacionalização das PME da Euroregião (Promoção da inovação e da competitividade)
- Protecção ambiental e desenvolvimento urbano sustentável
- Fomento da Cooperação e Integração Social e Institucional
Cooperação no âmbito do mar
O programa de cooperação no domínio do mar (existe documento específico) desenvolve se em três âmbitos: científico, tecnológico e cultural; económico e ambiental, tendo sido seleccionados os seguintes temas de cooperação:
- Qualidade do meio marinho
- Recursos marinhos
- Sector alimentar
- Biotecnologia e novos produtos
- Estaleiros navais e náutica de recreio
- Cultura e turismo

O tratamento de cada uma destas áreas temáticas deverá também considerar dois temas transversais: a formação e a investigação, o desenvolvimento e a inovação.

 
 
Internacionalização das PME da Euroregião (Promoção da inovação e da competitividade)
Com este objectivo pretende se desenvolver um conjunto de iniciativas / projectos que:

- Promovam a intensificação e diversificação das relações entre empresas e entre associações empresariais;
- Valorizem recursos produtivos a partir da criação e potenciação das condições logísticas;
- Estimulem a criação de ambientes favoráveis para a cooperação empresarial, científica e tecnológica;
- Fomentem processos de inovação e de desenvolvimento tecnológico realizados em conjunto por instituições de I+D de ambos os lados da fronteira;
- Valorizem e promovam os recursos turísticos da Euroregião.

Concretizar um conjunto de iniciativas de cooperação entre as regiões do Norte de Portugal e da Galiza nos domínios da inovação e da competitividade. Em particular, considera se prioritário implementar instrumentos que promovam a cooperação entre as duas regiões nas dimensões seguintes:

- Criação e consolidação de redes institucionais entre organismos públicos e organismos de âmbito empresarial das duas regiões, com ênfase nos do sistema de Ciência e Tecnologia e do Associativismo Empresarial;
- Promoção da mobilidade do capital humano entre as duas regiões, através da organização de estágios profissionais interregionais;
- Promoção de consórcios de I+D com participação de instituições de C&T e de empresas, assim como a organização de acções de demonstração e de transferência de tecnologia;
- Acções de apoio à internacionalização de empresas com base na cooperação entre empresas das duas regiões, explorando o potencial da Euroregião como plataforma para a aquisição de experiências nos domínios do comércio e dos investimentos internacionais.

 
Protecção ambiental e desenvolvimento urbano sustentável
Esta vertente deverá estimular o aparecimento de sinergias entre a protecção do ambiente e o crescimento, podendo ter expressão em duas áreas de intervenção complementares:
Valorização, promoção e conservação ambiental dos recursos naturais
Concretizar um conjunto de iniciativas / projectos que:

- Protejam, integrem e promovam os recursos naturais dos territórios transfronteiriços, especialmente nos sectores da água e da protecção da natureza;
- Promovam as condições necessárias para a sustentabilidade nas áreas do ambiente, dos espaços naturais e dos recursos hídricos das zonas de fronteira, particularmente dos recursos comuns como é o caso dos Rios Minho e Lima, do Parque Nacional da Peneda Gerês e do Parque de Montesinho.

 
Desenvolvimento urbano sustentável
Neste domínio pretendem se criar as condições para a concretização de um conjunto de acções/projectos orientados para a valorização das vocações funcionais das cidades e a criação de redes de cidades, na perspectiva de um desenvolvimento mais equilibrado as económica e socialmente mais fortes e o resto da rede urbana da Euroregião.
Fomento da Cooperação e Integração Social e Institucional
Concretizar um conjunto de iniciativas / projectos que:

- Estimulem e desenvolvam serviços comuns;
- Fomentem a utilização partilhada e/ou em rede de equipamentos sociais, culturais e de lazer,
- Promovam uma maior integração sócio cultural entre as populações raianas;
- Dinamizem a cooperação entre entidades da administração pública regional, agentes económicos, sociais e culturais dos dois lados da fronteira

Em suma, pretende se implementar a gestão e construção conjunta de equipamentos colectivos por entidades fronteiriças, tendo em conta o princípio da racionalização de equipamentos na zona de fronteira.

 
2. PRIORIDADES ESTRATÉGICAS NORTE DE PORTUGAL/CASTILLA Y LEÓN
Competitividade, promoção do emprego e desenvolvimento económico
- Modernizar a estrutura produtiva
- Aumentar os investimentos em I&D e ampliar o âmbito da sociedade da informação
- Favorecer a transferência tecnológica (parcerias universidades-empresas)
- Internacionalizar as PME
- Fomentar a mobilidade do capital humano
- Valorizar o eixo Douro/Duero, especialmente nos domínios da paisagem, cultura, vinho e turismo
- Promover o turismo rural e o turismo de natureza
- Fomentar a especificidade da indústria agro-alimentar
Protecção ambiental e desenvolvimento urbano sustentável
- Preservar e conservar o património natural
- Melhorar a eficiencia energética
- Promover inovações ambientais
- Prevenir catástrofes naturais
- Garantir a conservação do património histórico
 
Consolidação das estruturas de comunicação
- Promover a gestão da bacia hidrográfica do Douro/Duero
- Fomentar um urbanismo sustentável
- Garantir a coordenação de grandes intervenções: sistemas baseados na logística
- Reforçar a capilaridade do espaço de fronteira e as comunicações intermodais
 
Fomento da cooperação e integração social e institucional
- Reforçar a cooperação entre entidades da administração pública regional, agentes económicos, sociais e culturais dos dois lados da fronteira
- Promover uma maior interacção cultural e social entre as populações raianas
- Garantir o desenvolvimento de serviços comuns
- Fomentar a utilização partilhada e/ou em rede de equipamentos sociais, culturais e de lazer
3. ZONAS ELEGÍVEIS NORTE
Âmbito básico: Minho Lima; Cávado; Douro; Alto Trás os Montes;
Adjacentes: Grande Porto; Ave; Tâmega
4. ZONAS ELEGÍVEIS GALIZA
Âmbito básico: Pontevedra; Ourense
Adjacentes: A Coruña; Lugo
5. ZONAS ELEGIBLES CASTILLA Y LEÓN
Âmbito básico: Zamora, Salamanca
Adjacentes: León, Valladolid, Ávila
 
6. CONTACTOS
CCDR Norte – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte

Rua Raínha D. Estefânia, 251
4150-304 PORTO

Contacto: Júlia Abrantes
Telf: 00 351 22 608 63 00
Fax: 00 351 22 608 63 01
E-mail: julia.abrantes@ccdr-n.pt
7. LINKS
WEB CCDR NORTE
WEB COMUNIDADE DE TRABALHO GALICIA-NORTE DE PORTUGAL
WEB COMUNIDAD DE TRABAJO CASTILLA Y LEÓN-NORTE DE PORTUGAL
AGRUPACIÓN EUROPEA DE COOPERACIÓN TERRITORIAL (AECT) DUERO-DOURO
8. CARTAZ GALICIA/NORTE
descargar
Tamaño: 131 KB
9. CARTAZ NORTE/CASTILLA Y LEÓN
descargar
Tamaño: 258 KB
 

Boletín Informativo

Seleccione abajo para suscribirse

Contactos POCTEP

Contactos 2014-2020  |  Contactos 2007-2013

  • programa@poctep.eu 
  • (+34) 924 20 59 58
  • C/ Luís Álvarez Lencero 3, Planta 3ª, Of. 13, 06011 BADAJOZ (España)